CAPGESTÃO & CAPGESTORES

 

FORTALECIMENTO DE CAPACIDADES LOCAIS PARA A GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS E AMPLIAÇÃO DA COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

SOBRE

As organizações econômicas da agricultura familiar têm sido, de forma crescente, confrontadas com a exigência de aprimorar suas práticas de gestão, de modo a alcançarem melhores resultados na comercialização e na geração de renda.

Com o intuito de fortalecer habilidades e capacidades da rede de assistência técnica e extensão rural (Ater), tornando o acesso ao mercado mais eficaz e sustentável, o Projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável, implementado pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e a GIZ (Cooperação Técnica Alemã), com o apoio do Consórcio Eco Consult e Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), desenvolveu o Programa CapGestão Amazônia, capacitando, ao longo de um ano, profissionais que assessoram organizações econômicas de agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais e de micro e pequenas empresas que trabalham com produtos da sociobiodiversidade e da agroecologia da região.

A legislação brasileira prevê que 30% das compras públicas de alimentos devem vir da agricultura familiar. Mas, até 2018, isso não era totalmente cumprido, principalmente na Amazônia. Pensando nisso, surgiu o programa CapGestores, que qualifica servidores da administração pública da região amazônica para promover compras da agricultura familiar e valorizar a alimentação regional, principalmente produtos da sociobiodiversidade. Com o CapGestores, podemos ajudar no cumprimento da lei e, ao mesmo tempo, incentivar a agricultura familiar regional e assegurar a segurança alimentar da população rural e urbana.

Os programas CapGestão e CapGestores, no âmbito do projeto “Fortalecimento de capacidades locais para a gestão de empreendimentos e ampliação da comercialização de produtos da agricultura familiar”, implementado pelo IPAM, com apoio do Instituto Humanize e em parceria com o Projeto Mercados Verdes, serão replicados em 14 municípios paraenses: Anapu, Pacajá, Novo Repartimento, Itupiranga, Marabá, Parauapebas, Curionópolis, Sapucaia, Xinguara, Rio Maria, Floresta do Araguaia, Conceição do Araguaia, São Felix do Xingu e Tucumã.

O objetivo é ampliar a qualificação dos serviços de Ater – públicos e privados –, bem como dos gestores públicos da região, com ênfase em gestão de empreendimentos de base comunitária e compras públicas da agricultura familiar, contribuindo com a geração de renda e o fortalecimento de cadeias justas e sustentáveis.

Materiais fundamentais:

  • Guia Ater Mais Gestão: material que orientou a construção de todo o programa. Acesse aqui
  • AterBook: ferramenta virtual de integração e ampliação das comunidades de práticas. Acesse aqui
  • Sociobiodiversidade e Agroecologia da Amazônia: traz os resultados finais do Projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável. Acesse aqui

CAPGESTÃO

A essência do programa CapGestão Amazônia é promover o ensino e a aprendizagem a partir da prática, contribuindo para o aperfeiçoamento dos serviços de assistência técnica e extensão rural (Ater) da região. A capacitação envolve técnicos e técnicas de diferentes entidades (públicas, privadas, sociedade civil, cooperativas e associações), a fim de fazê-los apoiarem efetivamente a qualificação de gestão e de acesso aos mercados para a agricultura familiar.

Entre novembro de 2018 e novembro de 2019, 156 participantes de 75 instituições de Ater foram capacitados pelo programa. Ao total, mais de 5 mil famílias foram beneficiadas direta ou indiretamente; 174 tipos de produtos foram comercializados pelos 70 empreendimentos estudados pelos alunos; e mais de 40 municípios foram considerados pelo CapGestão.

COMO FUNCIONA

Com turmas mistas de até 30 alunos, o CapGestão oferece um conteúdo completo para que o participante desenvolva e aprimore sua capacidade de gerir empreendimentos da agricultura familiar. O curso é dividido por módulos (temas), com intervalos entre um e outro – os chamados “intermódulos”, no qual os alunos devem aplicar na prática o que aprenderam presencialmente.

A integração e o acompanhamento dos profissionais são feitos por meio de ferramentas virtuais como o WhatsApp e o Aterbook, com moderação dos facilitadores e da equipe técnica do projeto.

TEMAS

O programa é dividido em sete temas, cujos conteúdos são parte da “Caixa de ferramentas metodológicas do Guia Ater Mais Gestão” – série de instrumentos metodológicos que auxiliam os profissionais de Ater no diagnóstico de problemas e de potenciais dos empreendimentos. Essas iniciativas trazem melhorias na gestão e impactam diretamente na comercialização, rentabilidade, valorização e certificação, entre outros benefícios.

Facilitação de Processos Participativos

Neste tema há uma série de ferramentas conceituais e metodológicas que se apoiam na construção de diálogos e no processo de aprendizagem experiencial. Abaixo é possível encontrar instrumentos de moderação e capacitação com enfoque no desenvolvimento e aprimoramento das competências pessoais para uma gama de processos participativos com grupos, tais como: capacitações, sessões de planejamento, avaliações, entre outros.

Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

Guia do Capacitador

Este guia traz um conjunto de ferramentas que poderá apoiar no desenho e implementação das oficinas pelos/as técnicos/as com os grupos locais. 

Manual VIPP 

O manual reflete a aplicação de métodos participativos em diferentes projetos de desenvolvimento no mundo.
Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

80 herramientas para el desarollo participativo - elaborado por IICA

Almanaque de Dinâmicas

Associação é para fazer juntos, elaborado pelo IEB

Caderno de Jogos Cooperativos

Caderno de Metodologias: inspirações e experimentações na construção do conhecimento agroecológico - elaborado pela ABA

Café para viagem: um guia simplificado para auxiliar diálogos durante um World Café

Cartilha de Orientação ao Agricultor Familiar - elaborado pela Anater

Diagnóstico Rural Participativo - elaborado pelo Centro Cultural Poveda

Dinâmicas de grupo: Jogos cooperativos - elaborado pela Rede Aracati e pela Ashoka

Facilitando Oficinas: da teoria à prática - elaborado pelo Projeto Gets

Ferramentas de Diálogo: qualificando o uso das técnicas de DRP (Diagnóstico Rural Participativo) - elaborado pelo IEB e pelo Ministério do Meio Ambiente.

Formas de organização: associação, fundação, cooperativa e empresa - elaborado pelo ISA

Gestão de Conflitos em Cadeias de Valor da Sociobiodiversidade - elaborado pelo MMA

Guia Pés Descalços: para trabalhar com organizações e mudanças sociais - elaborado pelo Coletivo Pés Descalços

La teoría del cambio - elaborado pela Unicef

Manual para a administração de organizações indígenas - elaborado pelo ISA

Metodologia Participativa de Extensão Rural - elaborado pelo Governo do Amazonas

Metodologia Participativa de Extensão Rural para o Desenvolvimento Sustentável - elaborado pela Emater/MG

Metodologia Participativa no Meio Rural: uma visão interdisciplinar - elaborado pela GIZ

Monitoramento de Impacto: uma proposta metodológica - elaborado pelo MMA

O facilitador do processo de desenvolvimento no contexto dos empreendimentos econômicos e sociais - elaborado pelo Núcleo Maturi

Principais temas tratados no Módulo Vermelho

Principios generales de la educación de adultos - publicado na Revista Chilena de Medicina Familiar

Sites

INDICAÇÃO

IMAGEM

ENDEREÇO

Vídeos
IMAGEM
NOME DO VÍDEO

RESUMO

LINK 

Text

Text

Assista aqui

Fotos

FOTO

VEJA AQUI

Capacitações

Em breve.

Atividades em campo

Em breve. 
Diferenciação de Mercados

Este tema trata dos mecanismos de diferenciação de mercados a partir da consideração dos valores socioambientais associados aos produtos da sociobiodiversidade e da agroecologia, levando em conta o reconhecimento de suas origens e importância. O objetivo é mostrar os diversos padrões ambientais e sociais como uma estratégia que molda o curso de negócios sustentáveis; bem como identificar os padrões como instrumentos capazes de incentivar o crescimento econômico socioambiental.

Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

Guia Prático: Formação de Organizações de Controle Social (OCS)

Este material aborda aspectos legais, técnicos e práticos sobre: a legislação que trata da produção orgânica; o perfil da família agricultora para se tornar membro de uma OCS; entre outros.

Guia prático: Marcas coletivas para a comercialização de produtos da agricultura familiar

Este material traz várias ferramentas conceituais e procedimentos para a concepção até a solicitação do registro da marca coletiva.

Guia Prático: Sistemas Participativos de Garantia (SPG) para produção e comercialização de produtos orgânicos

Este guia traz definição, histórico, contexto legal, funcionamento, componentes e outros assuntos ligados aos SPG

Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

Apresentação - Certificação Orgânica Participativa - Laércio Meirelles

Apresentação - Comércio Justo - Alexandre Goulart

Apresentação - Certificação FSC e Cadeia de Custódia - Marcos Planello

Apresentação - Certificação FSC e Manejo Florestal - Junia Karst

Apresentação - Fonte de conteúdo de certificação de produtos florestais

Apresentação - Indicação Geográfica de Produtos Agropecuários  - Patrícia Saraiva

Apresentação - Marcas e propriedade intelectual- Patrícia Saraiva

Apresentação - Marca coletiva de produtos agropecuários - Patrícia Saraiva

Apresentação - Matriz de aspectos e impactos na sociobiodiversidade

Artigo - Certification of non-timber forest products (NTFP): Limitations and implications of a Market-based conservation tool

Barômetro de Biodiversidade da UEBT

Controle Social na venda direta ao consumidor de produtos orgânicos sem certificação

Elementos essenciais de um contrato

Esquema - Sistema de Rastreabilidade - Módulo Açaí 

Ethical BioTrade Standard - elaborado por Union Ethical Biotrade

Feiras Orgânicas e Agroecológicas da Amazônia

Lei - Instrução Normativa nº 095 de 28 de dezembro de 2018: Condições para registro das Indicações Geográficas

Manual de Marcas: Diretoria de Marcas, Desenhos Industriais e Indicações Geográficas - Patrícia Saraiva

Padrões de Sustentabilidade na cadeia de valor do Açaí

Padrões de Sustentabilidade na cadeia de valor da Castanha-do-brasil

Rastreabilidade - Aterbook

Sistemas Participativos de Garantia: estudos de caso na América Latina

Sites

INDICAÇÃO

IMAGEM

ENDEREÇO

Vídeos
IMAGEM
NOME DO VÍDEO
RESUMO
LINK

Certificação de produtos orgânicos - Parte 1

Laércio Meirelles, do Centro Ecológico Ipê, explica como foi criada e como funciona a certificação orgânica. O vídeo tem apresentação de Junia Karst, coordenadora de certificação florestal do Imaflora. 

Certificação de produtos orgânicos - Parte 2

Laércio Meirelles, do Centro Ecológico Ipê, aborda os tipos de sistemas de certificação orgânica, com foco nos sistemas participativos. O vídeo tem apresentação de Junia Karst, coordenadora de certificação florestal do Imaflora. 

Cadeia de Custódia - Parte 1

Marcos Planello, coordenador de certificação FSC do Imaflora, explica como garantir que o produto passe por todos os elos da cadeia de valor sem perder as garantias socioambientais de um manejo florestal certificado. 

Cadeia de Custódia - Parte 2

Marcos Planello, coordenador de certificação FSC do Imaflora, aborda os requisitos da certificação FSC para a cadeia de custódia.

Cadeia de Custódia - Parte 3

Marcos Planello, coordenador de certificação FSC do Imaflora, traz alguns dados de certificação FSC de produtos da sociobiodiversidade. 

Comércio Justo - Parte 1

Alexandre Goulart, do Instituto Ethos, explica neste primeiro vídeo da série, a origem do Fair Trade (comércio justo). 

Comércio Justo - Parte 2

Neste vídeo, Alexandre Goulart, do Instituto Ethos, explica o que é o comércio justo, quais são os seus princípios e as formas de garanti-los e respeitá-los. 

Comércio Justo - Parte 3

Alexandre Goulart, do Instituto Ethos, mostra alguns selos e iniciativas referentes a cada selo. Além disso, exemplifica um ciclo de avaliação de um sistema de garantia.

Comércio Justo - Parte 4

No último vídeo da série sobre Comércio Justo, Alexandre Goulart, do Instituto Ethos, fala sobre os sistemas de financiamento e acerca da atualidade do tema no mundo. 

Origens do Brasil - Parte 1

O Origens Brasil, iniciativa do Imaflora e do ISA, é uma rede colaborativa que promove relações comerciais éticas, transparentes e equilibradas. A explicação é de Patrícia Cota Gomes, coordenadora do selo.

Origens do Brasil - Parte 2

A coordenadora do selo Origens Brasil, Patrícia Cota Gomes, explica quais são as responsabilidades dos membros da rede e quais foram os principais acontecimentos no ano de 2018. 

UEBT New Ethical BioTrade Standard - 2020

O Padrão de Comércio Ético Ético (também conhecido como padrão UEBT) consiste em sete princípios que cobrem importantes questões sociais, ambientais e econômicas. 

Fotos

FOTO

VEJA AQUI

Capacitações

Em breve. 

Atividades em campo 

Em breve.

Regularização Sanitária

Este tema reúne diversos instrumentos e publicações que auxiliam na compreensão sobre as etapas de regularização sanitária, boas práticas de fabricação e orientações de acesso aos diferentes mercados para cadeias de produtos da sociobiodiversidade, com ênfase em açaí, castanha-do-brasil e pirarucu.

Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

Procedimentos para a regularização de empreendimentos comunitários, familiares e artesanais

O material busca reunir informações essenciais para esclarecer técnicos, produtores e gestores públicos sobre como fazer para que os produtos estejam aptos para acessar o mercado formal.

Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

Apresentação - Enquadramento jurídico dos empreendimentos - Rodrigo Noleto

Apresentação - Licenciamento ambiental de agroindústrias - Leomar Prezotto

Apresentação - Medidas de prevenção e redução de contaminação por aflatoxinas na cadeia produtiva da castanha-do-brasil – Maria Aldenir

Apresentação - Passo a passo para registro no Cadastro Geral de Classificação – Maria Aldenir

Apresentação - Principais normas sanitárias recentes na esfera federal - Leomar Prezotto

Apresentação - Procedimentos para registro de estabelecimento e de produto junto ao Mapa - Eduardo Araújo

Apresentação - Produtos da Sociobiodiversidade e os Mercados - Rodrigo Noleto

Apresentação - Rotulagem em polpa de fruta e em sucos: Decreto nº 10.026/2019 - Eduardo Araújo

Apresentação - Sistemas de inspeção, principais leis e regulamentos sanitários - Leomar Prezotto

Apresentação - Visita de campo na agroindústria do Evandro: aspectos estruturais e BPF

Lei: Instrução Normativa Conjunta nº 02 de 07 de fevereiro de 2018

Lei: Instrução Normativa Conjunta nº 02 de 07 de fevereiro de 2018 – Fluxograma Acre

Sites

INDICAÇÃO

IMAGEM

ENDEREÇO

Vídeos
IMAGEM
NOME DO VÍDEO
RESUMO
LINK

Text

Text

Assista aqui

Fotos

FOTO

VEJA AQUI

Capacitações

Em breve.

Atividades em campo

Em breve.

Desenvolvimento Organizacional

Este tema está baseado em um conceito de desenvolvimento organizacional e integra um conjunto de ferramentas para fortalecimento da autogestão e da autonomia de organizações de base (associações, cooperativas, entre outras). Aqui estão reunidas publicações sobre a metodologia DOP e a aplicação da metodologia CEFE, a fim de tornar viável a construção de planos de mudança e de aprimoramento organizacionais.

Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

Manual DOP (Desenvolvimento Organizacional Participativo): Fortalecimento de Organizações de Base

O objetivo deste manual é qualificar consultores e técnicos que, em suas práticas, têm uma atuação direta com as organizações de base.

Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

Caderno de Boas Práticas de Ater
 

Gestão de associações no dia a dia

CapGestão: material compilado do Módulo Verde oferecido pela facilitadora Joseide

Sites

INDICAÇÃO

IMAGEM

ENDEREÇO

Instituto Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor (Centro CAPE)
Rádio Web Agroecologia
Curso - Agrimonitor: política agropecuaria, seguridad alimentaria y cambio climático
Vídeos
IMAGEM
NOME DO VÍDEO

RESUMO

LINK

Text

Text

Assista aqui

Fotos

FOTO

LINK

Capacitações

Em breve.

Atividades em campo

Em breve.

Modelo de Negócios Verdes

Este tema disponibiliza um conjunto de ferramentas para que os/as técnicos (as) de Ater estabeleçam processos de diálogo, análise e reflexão com os diversos atores envolvidos em torno dos modelos de negócios sustentáveis. Abaixo, é possível encontrar materiais que orientam o desenvolvimento de estratégias de marketing, combinadas com elementos de gestão financeira, permitindo uma avaliação mais próxima da realidade dos empreendimentos.

Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

CapFeiras: como participar com sucesso em feiras internacionais

Este guia traz elementos para capacitar o público da agricultura familiar interessado em participar de feiras internacionais.

Guia prático: Gestão de feiras orgânicas na Amazônia

Este guia busca colaborar com a difusão das boas práticas de comercialização de produtos da sociobiodiversidade e da agroecologia. 

Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

Cooperativas Agroextrativistas: guia passo a passo para a criação de um negócio comunitário

Infográfico - Programa Capfeiras na Amazônia

Metodología LINK: una guía participativa para modelos empresariales incluyentes con pequeños agricultores.

Nota conceitual do Programa CapFeiras: Capacitação dos empreendimentos da agricultura familiar na participação em feiras internacionais

Sites

SITE

IMAGEM

ENDEREÇO

Vídeos
IMAGEM

NOME DO VÍDEO

RESUMO

LINK

CapFeiras Aula 00 - Apresentação do Programa CapFeiras

O programa é uma capacitação virtual dedicada à preparação de empreendimentos da agricultura familiar para a participação em feiras internacionais. 

CapFeiras Aula 01 - O conceito de feira

Renata de Melo Rosa, monitora do Programa de Qualificação para a Exportação (Convênio Apex/UniCeub), apresenta as principais vantagens da participação em uma feira e as possibilidades de promoção comercial de feiras internacionais.

CapFeiras Aula 02 - Introdução ao comércio exterior

Neste vídeo, Renata de Melo Rosa, monitora do Programa de Qualificação para a Exportação (Convênio Apex/UniCeub), fala sobre noções básicas de comércio exterior, tais como: vantagens e planejamento para a exportação; DU-E; portal Siscomex. 

CapFeiras Aula 03 - Prospecção e acesso a mercados internacionais

Na terceira aula, Renata de Melo Rosa, monitora do Programa de Qualificação para a Exportação (Convênio Apex/UniCeub), apresenta as principais ferramentas de prospecção para mercados internacionais.

CapFeiras Aula 04 - Logística internacional

Renata de Melo Rosa, monitora do Programa de Qualificação para a Exportação (Convênio Apex/UniCeub), fala sobre os termos do comércio internacional e acerca dos fatores logísticos que influenciam na precificação dos produtos lá fora. 

CapFeiras Aula 05 - Inteligência de mercado aplicada à exportação brasileira

Na penúltima aula, Renata de Melo Rosa, monitora do Programa de Qualificação para a Exportação (Convênio Apex/UniCeub), mostra estudos da Apex Brasil sobre o tema aplicados ao café, álcool, frutas e outros. 

CapFeiras Aula 06 - Concorrência internacional: práticas legais e ilegais

Renata de Melo Rosa, monitora do Programa de Qualificação para a Exportação (Convênio Apex/UniCeub), discute as barreiras tarifárias aplicadas ao comércio exterior e seu impacto na balança comercial dos países, entre outros assuntos. 

Fotos

FOTO

LINK

Capacitações

Em breve.

Atividades em campo

Em breve.

Análise de Cadeias de Valor

Este tema possui o intuito de facilitar a análise dos diversos elos da cadeia de valor, suas oportunidades e desafios, permitindo a elaboração de estratégias para melhorar os vínculos comerciais ou a disponibilidade de serviços de apoio. Além disso, possibilita implementar padrões de qualidade e mecanismos de diferenciação para acessar os diversos mercados.

Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

Guia Metodológico ValueLinks: Cadeias de Valor Sociobiodiversidade

Esta apresentação explica o passo a passo da promoção de Cadeias de Valor
Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

Apresentação - Cadeia de valor : ampliando a visão sobre os atores

Apresentação - Critérios de seleção da cadeia de valor

Apresentação - Oficina de coeficientes técnicos e custos de produção - elaborado pela GIZ

Governança em Cadeias de Valor da Sociobiodiversidade

Guia metodológico de Implementação de Oficinas de Promoção de Cadeias de Valor - elaborado pelo Ministério do Meio Ambiente

Guia prático para facilitação de eventos participativos - elaborado pela GIZ

Manual de papéis e competências de consultoria: Consultorias em contextos interculturais - elaborado pela GIZ

Tabela - Custo de produção de atividade leiteira

Tabela - Custo de produção de borracha no Acre – látex coagulado

Tabela - Custo de produção de borracha no Acre – látex líquido

Tabela - Custo de produção de castanha-do-brasil em sistema extrativo na floresta Amazônica do estado do Acre

Tabela - Custo de produção de folha defumada líquida (FDL)

Sites

SITE

IMAGEM

ENDEREÇO

Vídeos
IMAGEM

NOME DO VÍDEO

RESUMO

LINK

Value chain development explained - elaborado por International Labour Organization (ILO)

O vídeo fala sobre o desenvolvimento das cadeias de valor e mostra a importância do trabalho dos extensionistas rurais.

Fotos

FOTO

LINK

Capacitações

Em breve.

Atividades em campo

Em breve.

Gênero em Cadeias de Valor

Este módulo oferece uma caixa de instrumentos para motivar aos/às profissionais de Ater a analisarem o desenvolvimento de cadeias de valor com um olhar sensível ao gênero, na medida em que homens e mulheres possam obter benefícios equitativos. O material ofertado permite identificar, por exemplo, restrições de gênero que dificultam o desempenho da cadeia de valor; as contribuições das mulheres em relação à quantidade e qualidade da cadeia; e ainda propor ações concretas para o alcance e empoderamento das mulheres nesse contexto.

Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

Caixa de ferramentas de gênero

O documento traz uma ideia geral sobre gênero e cadeias de valor em vários países
Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

Apresentação - Análise de gênero em cadeias de valor: Alcançar, Beneficiar, Empoderar

Apresentação - Argumentos de negócios para estratégias de fomento de cadeias de valor sensíveis ao gênero

Apresentação - Desenvolvendo cadeias de valor

Apresentação - Elaborando mapa mental

Apresentação - Mapeamento de cadeias de valor sensíveis ao gênero

Apresentação - Perfis de Atividades, Recursos e Benefícios: questionário para coleta de dados primários 

Apresentação - Pesquisa de satisfação do cliente: questionário

Apresentação - Políticas contra assédio sexual e discriminação de gênero

Apresentação - Quiz sobre conceitos de gênero

Apresentação - Seis estratégias para lidar com restrições baseadas em gênero

Apresentação - Zoom de Gênero nos Prestadores de Serviços: questionário de autoavaliação - parte 1

Caja de herramientas - Café Sostenible como negocio familiar:  enfoques e ferramentas para a inclusão de mulheres e jovens

Chocolate: de onde as amêndoas de cacau crescem - um estudo de caso sobre o cacau na Indonésia

Coffee tha comes with a story - um estudo de caso de negócios para a abordagem doméstica na Uganda

Guia Metodológico da Caderneta Agroecológica

Igualdade entre homens e mulheres em projetos de atividades produtivas sustentáveis apoiados pelo Fundo Amazônia/BNDES - elaborado pela GIZ

Infográfico - Enfoque Alcançar Beneficiar Empoderar

Infográfico - Enfoque de Empoderamento Econômico das Mulheres (EEM)

Infográfico - Equidade de Gênero em cadeias de produtos da sociobiodiversidade na Amazônia

Informe - Encontro Nacional Open Space Interseccionalidade Raça & Gênero -  elaborado pela GIZ

Mulheres: defensoras do cumprimento dos padrões de certificação - um estudo de caso sobre o café na Nicarágua

Mulheres & Soberania Alimentar: Sementes de mundos possíveis

Questionários para atores do setor privado na cadeia de valor, elaborado pela Fair & Sustainable Consulting

Seguridad Alimentaria en América Latina y el Caribe - elaborado pelo BID

Tabela: questionário de autoavaliação para prestadores de serviços – parte 2  

Sites

SITE

IMAGEM

ENDEREÇO

Matéria da HuffPost - Terry Crews sobre masculinidade tóxica: 'Os homens precisam ser desprogramados'

Matéria do Recalculando a Rota - Quando os homens são vítimas do machismo? 

Artigo de Maíra LiguoriO machismo também mora nos detalhes 

United Nations Infographic with data on gender and agriculture I 

United Nations Infographic with data on gender and agriculture II

Vídeos

 IMAGEM

 NOME DO VÍDEO

RESUMO

LINK

Abordando as desigualdades de gênero na cadeia de valor dos laticínios (em inglês) - elaborado por AIRC National Documentaries

Este vídeo é sobre o modelo de compartilhamento de leite que ajudou a resolver alguns problemas de desigualdade de gênero entre famílias nas comunidades do condado de West Pokot, no Quênia.

Cadeia de valor do café: Uganda (em inglês) - parte 1

Documentário sobre a agregação de valor à cadeia de café na Uganda: árvores equilibradas geram uma cadeia de valor mais rica em frutas para o café. 

Cadeia de valor do café: Uganda (em inglês) - parte 2

Documentário sobre a agregação de valor à cadeia de café na Uganda: árvores equilibradas geram uma cadeia de valor mais rica em frutas para o café. 

Cale o assédio - campanha do Instituto Maria da Penha (IMP)

E se os homens tivessem que enfrentar o assédio que as mulheres sofrem diariamente nas ruas? De uma maneira direta, a campanha "Cale o Assédio" busca fazer os homens refletirem sobre o desrespeito e a violência contra a mulher.

Chega de fiu fiu! Cantada não é elogio

Nesta apresentação, a jornalista Juliana de Faria faz um apelo contra o assédio sexual e a violência contra a mulher. Ela conta sobre a campanha "Chega de Fiu Fiu", que tem o objetivo de combater o assédio sexual em locais públicos.

Emprego - elaborado por Porta dos Fundos

Neste vídeo irônico, o grupo humorístico "Porta dos Fundos" recria uma entrevista na qual a mulher atende a todos os requisitos para a vaga. Será?

#EvolveTheDefinition (em inglês) - elaborado pela Bonobos

Campanha criada pela marca masculina Bonobos. A ideia é envolver a definição de "masculino" sem limitá-la, criando um mundo onde todos os homens se encaixem. 

Igualdade de Gênero: Agora (em inglês) - elaborado pela WorldFish

Este vídeo busca promover a igualdade de gênero como um caminho para a redução da pobreza extrema e da fome, aumentando a prosperidade compartilhada de mulheres e homens em todo o mundo.

Inibição Emocional (legendado) - elaborado pela Man up!

Conceitos distorcidos de masculinidade podem ser perigosos. Esta campanha australiana, laborada pela organização Man up encoraja os homens a se abrirem. 

Made in Milk - a história de Hirut na Etiópia (em inglês) - elaborado pela SNV

O vídeo conta a história de Hirut, uma produtora da Etiópia, que resolveu abrir uma empresa de leite em um dos países onde o setor de laticínios tem sido negligenciado pela economia. Para ela, no entanto, as coisas foram bem diferentes.

Maioria Oprimida (legendado) - elaborado pela cineasta Eleanore Pourriat

Este curta-metragem mostra um mundo onde o poder se conjuga no feminino. A cineasta coloca homens em situações de desrespeito e de abuso sofridas por muitas mulheres diariamente. 

Mansplaining - elaborado por Porta dos Fundos

De forma humorada, o grupo "Porta dos Fundos" explica conceitos como "mansplaining", quando um homem tenta explicar algo para uma mulher, assumindo que ela não entenda sobre o assunto. 

Melhorando as relações de gênero nos domicílios de cafeicultores (em inglês) - elaborado por Hanns R. Neumann Stiftung

Vídeo mostra como a organização Hanns R. Neumann pretende melhorar a qualidade de vida dos cafeicultores da Uganda.

Não é elogio

O assédio deve ser considerado elogio ou brincadeira? O vídeo faz parte de uma campanha que expõe o questionamento presente na cabeça de inúmeras mulheres que vivenciam o assédio frequentemente.

Oportunidades para as mulheres. Crescimento para os negócios - elaborado pela Women's World Banking

O vídeo explica como ao projetarem produtos e serviços financieiros a mulheres de baixa renda, prestadores de serviços fazem seus negócios crescerem. 

Por que o gênero faz sentido no agranegócio? (em inglês) - elaborado pela AgriProFocus

Neste vídeo, a AgriProFocus Zambia co-organizou uma trajetória de treinamento com Musika, um de seus membros ativos. A ideia é mostrar as oportunidades perdidas pelo setor agrícola e melhorar a equidade de gênero no desenvolvimento da cadeia de valor da agricultura.

Purl (em inglês) - elaborado pela Pixar

Este curta apresenta a Purl, uma novelo de lã cor-de-rosa. Como funcionária de uma startup, ela inicia seu primeiro dia de trabalho e cria estratégias para ser vista, aceita e respeitada em um ambiente majoritariamente masculino. 

Sátira musical: A Louca

Esta sátira sobre o machismo foi composta, em 2015, pela cantora Manuela Tecchio, na época estudante de jornalismo. O objetivo era alcançar outras mulhreres que, mais do que uma identificação com a letra, buscavam mudanças.

Se cantadas revelassem a verdade - elaborado por DR Oficial

Neste vídeo, a DR Relacionamentos conta como seria se as cantadas de rua revelassem a verdade sobre os homens. 

Fotos

FOTO

LINK

Capacitações

Text

Atividades em campo

Text

CAPGESTORES

O CapGestores surgiu no âmbito do projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável com o objetivo de ampliar a comercialização proveniente de agricultores familiares e dos povos de comunidades tradicionais, melhorando sua renda e levando alimentos mais saudáveis às escolas e aos órgãos públicos.

O programa foi desenhado com o intuito de expandir a execução orçamentária e fortalecer a articulação com os órgãos da administração pública com potencial para comprar alimentos da agricultura familiar, como prefeituras e secretarias municipais; institutos federais e universidades; secretarias estaduais; entre outros.

Entre junho e agosto de 2019, o CapGestores qualificou 215 servidores e servidoras das administrações públicas municipal, estadual e federal do Acre, Amazonas, Amapá e Pará e, em 2020, será replicado em 14 cidades paraenses.

COMO FUNCIONA

O programa conta, inicialmente, com um tema principal, focado em chamadas públicas para compras da agricultura familiar no âmbito da modalidade PAA-CI (Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos da agricultura familiar) e do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

Esse processo de formação de gestores federais, estaduais e municipais ocorre em duas etapas: uma presencial e outra virtual; esta última dedicada a tirar dúvidas referentes à elaboração dos editais – tarefa obrigatória para os participantes do programa. As turmas capacitam até 30 profissionais por vez, com oficina e acompanhamento à distância.

Compras Públicas da Agricultura Familiar
Este tema disponibiliza instrumentos para facilitar a aprendizagem de gestores quanto aos processos de compras públicas da agricultura familiar do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e do PAA-CI (Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos), otimizando os recursos financeiros disponíveis e promovendo o desenvolvimento local, por meio do fortalecimento das políticas de segurança alimentar e nutricional no campo e nas cidades.
Manuais principais

IMAGEM

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO

RESUMO

DOWNLOAD

Guia Prático: O Programa CapGestores e a ampliação das compras públicas da agricultura familiar
Este guia pretende contribuir para ampliar a comercialização
de produtos da agricultura familiar e dos povos e comunidades tradicionais, melhorando sua renda e levando alimentos mais saudáveis às escolas e aos órgãos públicos.
Leitura recomendada

LEITURA

IMAGEM

RESUMO

Amazônia à Mesa: receitas com produtos da sociobiodiversidade para a alimentação escolar - elaborado pelo Mapa

Apresentação - Oficina em Macapá

Aquisição de produtos da agricultura familiar para a alimentação escolar - elaborado pelo FNDE

Faça o download aqui

Guia Prático: Alimentação escolar indígena e
de comunidades tradicionais - elaborado pelo Mapa

Infográfico - Programa CapGestores: para a elaboração de chamadas públicas para compras da agricultura familiar

Lei: Resolução nº 26 de 17 de junho de 2013 – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)

O papel do nutricionista no PNAE: Manual de instruções operacionais para nutricionistas vinculados ao PNAE - elaborado pelo CecaneSC da UFSC

Orientações e Marco legal: Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da agricultura familiar - elaborado pelo MDS

Sites

INDICAÇÃO

IMAGEM

ENDEREÇO

Vídeos

IMAGEM

NOME DO VÍDEO

RESUMO

LINK

Introdução sobre Compra Institucional

Neste vídeo introdutório, o consultor em políticas públicas Gustavo Assis apresenta uma série de informações que dizem respeito às compras de alimentos produzidos pela agricultura familiar. 

Compras Públicas - Definição dos produtos, pesquisa  e chamada pública

Gustavo Assis, consultor em políticas públicas, mostra um passo a passo de como realizar compras utilizando a modalidade PA Compra Institucional

Compras Públicas - Divulgação, envio, recebimento, análise, seleção da proposta e contrato

Aqui, o consultor em políticas públicas Gustavo Assis explica as etapas das compras públicas após o reconhecimento do que está disponível na oferta local de alimentos da agricultura familiar e após a definição do preço médio desses produtos.

PNAE Aula 01 - Introdução e orçamento

Série de videoaulas apresentada pelo consultor em políticas públicas Gustavo Assis, a fim de sanar dúvidas de gestores públicos relacionadas à aquisição de alimentos da agricultura familiar, potencializando, assim, essas compras. 

PNAE Aula 02 - Articulação, produtos, chamada pública e preços

Série de videoaulas apresentada pelo consultor em políticas públicas Gustavo Assis, a fim de sanar dúvidas de gestores públicos relacionadas à aquisição de alimentos da agricultura familiar, potencializando, assim, essas compras. 

PNAE Aula 03 - Projeto de venda, recebimento do projeto e seleção

Série de videoaulas apresentada pelo consultor em políticas públicas Gustavo Assis, a fim de sanar dúvidas de gestores públicos relacionadas à aquisição de alimentos da agricultura familiar, potencializando, assim, essas compras. 

PNAE Aula 04 - Contrato

Série de videoaulas apresentada pelo consultor em políticas públicas Gustavo Assis, a fim de sanar dúvidas de gestores públicos relacionadas à aquisição de alimentos da agricultura familiar, potencializando, assim, essas compras. 

PNAE Aula 05 - Controle de qualidade, aquisição e pagamento

Série de videoaulas apresentada pelo consultor em políticas públicas Gustavo Assis, a fim de sanar dúvidas de gestores públicos relacionadas à aquisição de alimentos da agricultura familiar, potencializando, assim, essas compras. 

Fotos

FOTO

LINK

Capacitações

Em breve.

Atividades em campo

Em breve.

MAIS

Fotos
Clique aqui e saiba mais
Notícias
Clique aqui e saiba mais
Outras publicações
Clique aqui e saiba mais
Vídeos
Clique aqui e saiba mais
PARCEIROS
Idealizado pelo
consórcio:
Apoio:
Em parceria com:
Top